A arte na Chácara do Céu

chacara_do_ceu2.jpg

Com vista de 360 graus da baía de Guanabara, o Museu Chácara do Céu tem o suficiente para encantar qualquer público, desde os mais apaixonados pela arte clássica até os que gostam de arte nativa. Com um dos maiores acervos públicos de Candido Portinari, o museu conta em seu arquivo com obras de renomados artistas mundiais como Jean-Claude Debret, Matisse e Picasso. O acervo de arte brasileira é composto, em maior parte, pelos principais nomes da pintura moderna.

A casa localizada em Santa Teresa foi herdada pelo empresário Raymundo Otoni de Castro Maya em 1936. Castro Maya era um empresário importante, colecionador de obras de arte, e incentivador da arte nacional. Sua preocupação era poder tornar público o acesso a sua “coleção”. Motivado por essa razão criou duas sociedades: Cem Bibliófilos do Brasil e Os Amigos da Gravura, a última teve grande importância para a propagação do gosto pela gravura.

O museu era a residência de Castro Maya e mais tarde – em 1963 – foi doado pelo mesmo para sua fundação, que conta também com o Museu do Açude, localizado no Alto da Boa Vista (outra residência de Castro Maya). O museu ainda mantém o comprometimento de seu fundador com a arte. Por isso, tem como compromisso dar continuidade aos projetos de Castro Maya, promover exposições que utilizem o acervo próprio, coleções particulares e institucionais, possibilitar uma análise profunda das obras de artes.

Infelizmente o museu já passou também por momentos difíceis, como o assalto ocorrido ano passado. No dia 24 de fevereiro de 2006 – véspera de carnaval – quatro homens armados invadiram o lugar, renderam à recepcionista e roubaram obras de Picasso, Matisse, Salvador Dali e Monet. As molduras dos quadros roubados foram encontradas no Morro dos Prazeres. Essa não foi a primeira vez que o museu foi assaltado. A primeira vez foi na década de 80, mas na época as obras roubadas foram recuperadas. Hoje a segurança do museu foi reforçada, com grades ao seu redor, alarme e câmeras.

O museu conta hoje com o programa de visitas guiadas para grupos. A procura maior é de grupos escolares de acordo com Thais Almeida, formada em artes plásticas e funcionaria do museu desde abril. Para a visitação com o acompanhamento de monitores é cobrada a taxa de R$ 4,00 mais o ingresso de R$ 2,00. A exceção é para as escolas públicas que podem utilizar o serviço gratuitamente.

A casa tem acervo permanente e a exposição do projeto Amigos da Gravura, que se renova a cada quatro meses.

Museu Chacara do Céu:

www.museuscastromaya.com.br
Rua Murtinho Nobre, 93
Santa Teresa
20241-050 – Rio de Janeiro – RJ
(55) 21 2224-8981
(55) 21 2507-1932
chacara@museuscastromaya.com.br

museu3.jpg
Foto: Nathalia Bernardes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s